Zimbros não é Zimbros

Zimbros não é Zimbros
Zimbros não é Zimbros | Casa do Turista - Santa Catarina

Os topônimos de Porto Belo, Bombinhas e região tem origem diversa. Alguns derivaram de nomes indígenas, como: Araçá, Perequê, Macuco; outros foram dados em função de seus principais moradores. Praia do Cardoso, da Conceição, Ponta do Lopes são alguns exemplos. E tem aqueles nomes dados em função de características locais, praia de fora, praia triste (ganhou o nome praia das pitangueiras por um empreendimento imobiliário nos anos 80). Também praia vermelha, praia do baixio, Canto Grande, etc.

Algumas destas designações sofreram alterações por motivos diversos, como mostram registros antigos em mapas e documentos. O Mariscal era a praia onde atualmente se encontra a pousada Atalaia. O que conhecemos hoje por Mariscal era a Praia do Inferno. Para Bombas, já encontramos o uso  da palavra Pombas e para Bombinhas,  a Prainha das Pombas. Antigamente a praia de Bombas era a Praia Grande. Em Santa Luzia o morro e rio dos Bobos foram chamados dos Lobos. Situações estas interpretadas pelos cartógrafos ou escrivães da época que pensavam tratar-se de algum erro de escrita, relativamente comum naqueles anos. Um caso de mudança recente é a praia do Rebelo, localizada entre Bombas e Bombinhas, que passou a ser praia do Ribeiro.

Outro exemplo destas alterações ocorridas nos topônimos da nossa região é o caso de Zimbros. Pessoalmente sempre me questionei do porque deste nome. O zimbro, cujo nome científico é juniperocomunis, é uma planta medicinal arbustiva que alivia dores, irritações da pele e inflamações. Com as bagas de zimbro são feitas ou aromatizadas bebidas alcoólicas conhecidas por genebra, gim, wacholder ou steinhaeger, todas elas originárias do centro/norte da Europa. Esta planta é muito comum naquela parte do velho mundo, mas não existia no Brasil antes da vinda dos imigrantes, principalmente alemães e belgas. Assim chega se a conclusão de que a localidade no município de Bombinhas que hoje conhecemos por este nome, devia ter outro.

 Nos mapas antigos que mostram a enseada de Tijucas e a que começa no Canto Grande e se estende em direção ao rio Tijucas, é denominada Enseada de Zimbo com sua Ponta de Zimbo, e ainda aparece com este nome até 1863.

Mas o que quer dizer Zimbo, palavra que deu origem a esta parte de Bombinhas?
Zimbo é uma concha bastante abundante naquela praia, o que chamou a atenção dos primeiros visitantes ou moradores.

Somente a partir de 1870/75 o topônimo original sofre a transformação para Zimbros por motivo já mencionado e o conservou até hoje.

Sobre o Autor

client-photo-1
Dieter Hans Bruno Kohl
Dieter Hans Bruno Kohl. Alemão de Berlim, nascido no meio da Segunda Guerra Mundial. Perambulou pelo mundo e está em Porto Belo desde 1984. Ele é quem escreveu o livro mais importante sobre a história de Porto belo. São incríveis as histórias que escreveu.

Comentários

Deixe uma resposta